Consultor: Aprenda sempre!

Hoje vou atrever-me a escrever não apenas para os consultores e profissionais da qualidade, porém, vou abrir o leque e escrever para todos os consultores – de sistemas de gestão, de soluções industriais, entre outros; e, por que não: para todos os profissionais que estão nesta nobre rede social. Escrevo este artigo principalmente em resposta ao convite que recebi do LinkedIn para contribuir com as #GrandesIdeias2019.

 

 

Por que uma empresa contrata um consultor?

 

Dentre outros motivos, o primeiro critério é por que ela precisa de um profissional com conhecimento específico em uma determinada área de atuação, e esta empresa não possui este profissional de imediato. Esta é uma resposta bem óbvia, porém, não é uma verdade extremista. Há outros critérios que podem fazer com que um consultor seja contratado por uma empresa.

 

 

Coloco como o segundo critério a capacidade de contribuição deste consultor, ou seja, não basta apenas o conhecimento, mas sim, o uso que se faz deste conhecimento. E quando cito a capacidade de contribuição, cito não somente na especialidade do consultor foi contratado, mas sim, em todas as áreas da organização que contratou este consultor. 

 

 

E tem mais (como nos primeiros comerciais brasileiros de marcas que vendiam nos intervalos dos programas), ainda, um terceiro critério, o do aprender sempre! Mas como assim, aprender sempre, se o consultor já possui um conhecimento e uma bagagem específica.

 

Lembrando que aqui não citarei um critério chamado comprometimento. Este é um assunto para um próximo artigo. Comprometer-se com o cliente significa viver os valores da empresa do cliente.

 

Mas, voltando ao terceiro critério – aprender sempre – e a mesma questão: aprender o quê? Se eu fui contratado por saber muito no conhecimento específico de minha área. Por exemplo, se vou implantar os requisitos da norma ISO 9001, 14001 ou 45001 eu devo conhecer bem estes requisitos. Mas isto basta? Não... É preciso aprender mais, como recomendo a seguir:

 

a) saber aplicar o conhecimento: Embora os requisitos, conceitos, princípios sejam os mesmos, há outras variáveis que farão com que você aplique o seu conhecimento de diferentes maneiras, como: pessoas, processos, tecnologias e, principalmente, culturas diferentes, níveis de aprendizado, níveis de escolaridade, entre outros. Para estes casos, o consultor precisará ser flexível e bem maleável para poder fazer a leitura e o entendimento da melhor maneira de aplicar o seu conhecimento para alcançar o resultado esperado;

 

 

b) saber receber sugestões de como aplicar melhor o seu conhecimento: diante do visto no item a), e mesmo tendo um exímio e notório conhecimento na área, o consultor pode encontrar dificuldades em aplicar o conhecimento para atender ao requisito e prover uma solução que agregue valor a empresa. Sendo assim, ele receberá instruções da Direção, Gerência ou de outro membro da Alta Direção, que o norteará e facilitará o caminho para a solução necessária. É necessário ter a humildade de saber ouvir, pois quem conhece melhor o modus operandi da empresa é a Direção, e não você, consultor;

 

 

c) saber alcançar um nível acima de resiliência e de comprometimento com o cliente: embora seja um termo bem pesado, há lutas e batalhas diárias na vida e carreira de um consultor. Mesmo com a superação das dificuldades descritas nos itens anteriores, é necessário superar outras tais como: ausência de recursos para a implantação adequada de requisitos, reuniões que não são realizadas devido à ausência dos participantes, solução apresentada por nós, consultores, não foi aprovada pela Gerência / Direção, dentre outras, que podem ser causadas pelo consultor ou pelo “consultado” podem levar a frustração ou a seguinte reflexão: “conseguirei alcançar o resultado neste projeto”. Calma! Um dia após o outro, se hoje não deu, amanhã surgirá uma nova ideia ou solução, que poderá ser proposta e então aceita. Para haver resiliência é necessário ter também muito, mas muito mesmo, comprometimento e paixão pelo cliente.

 

 

Então, você que está lendo faz a seguinte reflexão? Como adquirir as competências acima? Recomendo que você estude (aprender sempre, lembra?) para alcançar cada vez mais dois tipos de conhecimento:

 

a) inteligência emocional: conhecer as suas próprias emoções é fundamental, antes de tentar entender a emoção do outro, e por fim, melhorar o seu relacionamento interpessoal, principalmente com os seus clientes. Ler livros sobre conteúdos de inteligência emocional e buscar praticá-los conscientemente “no campo” podem ajudar nesta inteligência.

 

b) conhecimento técnico de sua área de atuação: aprimorar continuamente os seus conhecimentos técnicos fazendo novos cursos, buscando leitura em blogs de outros autores mais reconhecidos, fazendo benchmarking, entre outras atividades.

 

 

 

No meu caso, coloco 65% do tempo para estudo do primeiro item e 35% para o segundo.

 

Ao escrever este artigo, espero ter contribuído com você, consultor. Tive o insight de escrevê-lo após participar de uma cerimônia de formatura na escola onde leciono, após o paraninfo, um grande profissional da região do Vale do Paraíba ter dito: “Aprender sempre! ”.

 

Acaso? Não. 

 

Seguindo o que descrevi nestas poucas linhas obtive um faturamento superior a 40% do previsto neste ano de 2018 para os serviços de consultoria e auditoria. Antes disto que compartilhei, vem todo o mérito e o meu agradecimento a Deus, sempre e em primeiro lugar, e a todos os clientes que confiaram em meu trabalho.

 

Isto faz sentido para você?

 

Vamos trocar ideias, comenta comigo e vamos discutir juntos este assunto: jose.messias@jplconsultoria.com.br, jose.messias@blogdajplconsultoria.com, ou ainda, no meu perfil do LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/jos%C3%A9-luiz-s-messias-52669320/

 

E mais, para o ano de 2019 espera-se também um crescimento de faturamento na casa dos dois dígitos. Há muito o que ser estudado e reaprendido, muito a ser reimplantado e muito feedback do cliente a ser ouvido, para, no final do ano que vem, pela graça de Deus, estarmos aqui novamente. Siga estas três contribuições, que Deus lhe abençoe muito e muito sucesso para você e para o seu cliente!

#GrandeIdeias2019 

 

 

Uma Abençoada Oitava de Natal e um Próspero 2019!

José Luiz S. Messias.

Tags: Certificação ISO 9001 Gestão da Qualidade Aprender na Prática Gestão da Qualidade Gestão Ambiental ISO 14001 Análise de Dados

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no LinkedIn
Compartilhe no Google+
Curta esta postagem
Please reload

José Luiz S. MESSIAS
Empreendedor, Instrutor e Autor

Sou um apaixonado por Gestão da Qualidade e de Processos, principalmente por normas de Sistema de Gestão, como a ISO 9001 e a ISO TS, atual IATF. Escrevo para pessoas comuns que buscam aprender um pouco mais sobre estes conteúdos. Obrigado por você estar aqui! Que eu possa ajudar você a APRENDER NA PRÁTICA!

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2017 - Blog da JPL Consultoria