Uma simples abordagem sobre a versão atual da norma ISO 9001, a versão 2015

Ao contrário do que algumas publicações sobre a nova versão da norma ISO 9001 têm citado, as mudanças ocorridas na versão atual, comparadas com a versão anterior, a versão 2008, não são tão significativas assim; apesar das mudanças estruturais ocorridas, onde os requisitos da norma foram rearranjados, respeitando-se a padronização e a estrutura do Anexo SL.  

 

De uma forma ou de outra, a principal alteração ocorrida nesta versão é a introdução da mentalidade de risco, onde em cada processo ligado a Estratégia e aos Objetivos da Qualidade da organização deve ser realizada uma Análise do Risco de não se conseguir atingir o resultado, lembrando que nesta análise é fundamental contemplar todas as partes interessadas no Resultado da organização, sendo elas internas ou externas.  Ainda sobre este tema, as senhoras ou senhores podem estar perguntando – qual (is) ferramenta(s) utilizar para fazer esta Análise de Risco? Em quais processos? Ao longo da explicação do capítulo 6 – Planejamento, será apresentada uma (dentre várias formas possíveis de serem feitas) forma de realizar esta Análise com eficácia.      

 

 

 

Outro ponto “megamente” explorado nas publicações que tenho lido é a exclusão, no item 5.3, da obrigatoriedade do Representante da Alta Direção para os assuntos do Sistema de Gestão da Qualidade. Calma! Realmente esta obrigatoriedade “caiu por terra”, porém vamos pensar juntos: ainda existe na organização (ou pelo menos deva existir) um profissional responsável pela Qualidade, podendo ser um Gerente, Supervisor, Coordenador, Engenheiro, Analista, Técnico ou Assistente, dependendo do porte da empresa, e este profissional continuará exercendo indiretamente a função de RD. Por outro lado, esta ausência da obrigatoriedade reforçará a disseminação  da cultura de comprometimento e de responsabilidades sobre a ISO 9001 em toda a organização.

 

E quando o assunto na empresa é o item 7.5 – Informação Documentada (antigo Controle de Documentos, e Controle de Registros, também)? Com certeza, os criadores da primeira versão das normas da série ISO 9000 não aprovariam este requisito. Deixando de lado esta brincadeira, não são explicitamente definidos no requisito documento(s) obrigatório(s), quando comparados com a versão 2008, como o Manual da Qualidade e os 6 (seis) Procedimentos Documentados necessários. De possa desta informação, poderei em meu Sistema de Gestão da Qualidade excluir os meus documentos, que foram feitos com muito esforço e trabalho, e ainda, estão “rodando” adequadamente em meus processos? Eu não excluiria – excluí-los para quê?

 

 

 

Outro ponto questionado é o requisito 7.1.6 – Conhecimento Organizacional. Como defini-lo. O que entender sobre Conhecimento? Qual a diferença entre competência e conhecimento? Antecipando a discussão deste assunto existem dois tipos de conhecimento – teórico e o prático. Mas, e a experiência? Um colaborador mais experiente possui mais conhecimento, certo? Confuso não? O conhecimento existente em uma organização está ligado a tecnologia manipulada no mesmo, portanto conhecimento e competência caminham lado a lado. Um colaborador competente em suas funções pode adquirir mais conhecimento do que outro que ainda possui “gaps”. Estudaremos este assunto mais a frente. Todos os itens citados resumidamente nesta simples abordagem, além de outros, serão explanados a fundo nos capítulos a seguir deste e-Book.

 

Por fim, com a versão 2015, entendo que haverá cada vez mais certificações, onde o Sistema de Gestão da Qualidade em cada empresa será implantado de forma específica, por isso, tome cuidado com empresas que vendem pacotes prontos de formulários, e kits de implantação! Isto não agrega valor algum, OK?

 

Muito obrigado por estarmos juntos.

 

 

 

José Luiz S. MESSIAS.

Tags: Certificação ISO 9001 Gestão da Qualidade Aprender na Prática Gestão da Qualidade Gestão Ambiental ISO 14001 Análise de Dados

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no LinkedIn
Compartilhe no Google+
Curta esta postagem
Please reload

José Luiz S. MESSIAS
Empreendedor, Instrutor e Autor

Sou um apaixonado por Gestão da Qualidade e de Processos, principalmente por normas de Sistema de Gestão, como a ISO 9001 e a ISO TS, atual IATF. Escrevo para pessoas comuns que buscam aprender um pouco mais sobre estes conteúdos. Obrigado por você estar aqui! Que eu possa ajudar você a APRENDER NA PRÁTICA!

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2017 - Blog da JPL Consultoria